A maior feira de cultura negra da América Latina.

Instagram

Blog

SAIU A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA FEIRA PRETA 2018

Elza Soares, Rincon Sapiência e Balé da Cidade de São Paulo estão entre as atrações confirmadas; evento acontecerá na Praça das Artes, no Theatro Municipal, Tomie Othake, e Instituto Moreira Salles

Dias 18, 19 e 20 de novembro concentram a maior parte da programação, mas a partir do dia 10 de novembro, a Feira Preta ocupa outros espaços com muita arte, cultura e empreendedorismo negro


São Paulo, novembro de 2018
– A Feira Preta, maior evento de cultura negra da América Latina, chega à sua 17ª edição, reunindo diversas atrações artísticas e atividades, com o objetivo de discutir a estética negra e impulsionar o afroempreendedorismo no Brasil. Realizado em vários pontos de São Paulo, como a Praça das Artes, o evento, que pelo segundo ano consecutivo tem correalização da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, contará com dezenas de atrações, além da tradicional feira de produtos e serviços

Confira a programação completa!

–> FEIRA PRETA 2018
18, 19 E 20 DE NOVEMBRO

18/11 –  DOMINGO

PRAÇA DA ARTES

12h – Yoga com Juliana Luna

13h – Ato Ecumênico

14h – Discotecagem Zezão Eventos

15h – Aulão Dança Afro com Paulo Cortes

16h50 – Ocupação Musical: Venha mostrar seu talento

21h – DJ Zezão


BOULEVARD SÃO JOÃO

12h – Discotecagem

13h – Max + Nathalia Monteiro (Mestre de Cerimônias)

14h – Stand-up

15h Show Rover Gomes – “No Caminho do Samba”

16h20 – Baile Black Bom

21h – Discotecagem Baile Black Bom


18 e 19/11 – MOSTRA FEIRA PRETA DE AUDIOVISUAL

Cine Olido

Dia 18 – das, 10h às 22h

Dia 19 – das, 10h às 17h


19/11 – SEGUNDA-FEIRA

PALCO PRAÇA DA ARTES

12h – Yoga com Juliana Luna

13h – Aula de Ritmos Afro Latinos com Mafê

14h – Stand-up

15h30 – Ocupação Musical: Venha mostrar seu talento

17h10 – Ocupação Musical: Venha mostrar seu talento

18h – Stand-up

19h30 – Disco Pédia

20h30 – Disco Pédia


BOULEVARD SÃO JOÃO

12h – Max + Menina (Mestre de Cerimônias)

13h – DJ + Stand-up

14h30 – Samba Rock na veia

18h – Stand-up

18h30 – Samba da Laje

19h50 – DJ e Stand-up

20h – Renegado + Convidado Wilson Simoninha


FEIRA PRETA LAB

12h – 14h – Mulheres Cuidam de Mulheres:  Makeda + Chintia (Make UP) + Educação Financeira com Ana Minuto

14h – Painel Gerações:

15h – Workshop Eduardo Brechó

16h – 18h – Oficina Rap Party


20/11 – TERÇA-FEIRA

PRAÇAS DAS ARTES

12h – Yoga + Nike Run

13h – Aulão de Samba Rock e Gafieira com Lucas Santiago

13h35 – Stand-up

14h – Discotecagem Evelyn Cristina

15h30 – Ocupação Musical: Venha mostrar seu talento

16h20 – Ocupação Musical: Venha mostrar seu talento

18h00 – Show Preta Rara

19h 20        – Festa Batekoo

21h20         – Discotecagem Batekoo

 

BOULEVARD SÃO JOÃO

12h – Discotecagem Dj MF

15h – Dada Yuti + Convidado

16h20 – Stand-up

14h40 – Discotecagem Easy Nylon

15h – Quebrada Queer com participação de Dana Lisboa

17h – Héloa

17h20 – Rincon Sapiência

19h30 – Balé da Cidade de São Paulo abre o show para Elza Soares com a participação de Luedji Luna, Héloa e Ismael Ivo


–> OCUPAÇÃO FEIRA PRETA EM OUTROS TERRITÓRIOS CULTURAIS PAULISTANOS


10/11 – METRÔ REPÚBLICA

A exposição “Pretas Potências” homenageia 13 figuras da comunidade negra, representantes das 13 décadas de resistência no pós abolição da escravatura, em 13 de Maio de 1888. A exposição tem início marcado para o dia 10 de Novembro, na Estação República do metrô. Depois, as obras vão para as linhas verde e azul do metrô.

Os universos selecionados foram Hip Hop, Samba, Moda, Literatura, Territórios, Capoeira, Danças, Teatro, Culturas Tradicionais – Afoxé, Gastronomia, Funk, Religiões de Matriz Africana e Intelectualidade. Entre os nomes, destaque para figuras importantes do passado como o fundador do Teatro Experimental do Negro, Abdias do Nascimento, e o geógrafo Milton Santos. Nomes atuais também foram recordados, como a cantora de rap, Sharylaine, representante do Hip Hop, e Erica Malunguinho, quem representa os quilombos urbanos.

A exposição foi uma iniciativa do Alma Preta, portal de mídia negra, e da Feira Preta, festival de valorização da cultura negra e do afro-empreendedorismo. A Fundação Tide Setúbal participa como apoiadora do projeto.  

10 A 20/11 INSTITUTO TOMIE OHTAKE – Exposição Race Cards (Reino Unido)

O Instituto Tomie Ohtake, em parceria com o British Council e a Feira Preta, recebe a instalação Race Cards, da artista Selina Thompson, de Leeds, Inglaterra.

A obra, que desafia a presença de tensão racial, da violência e da discriminação no cotidiano, foi adequada ao contexto brasileiro pela artista Priscila Rezende, que participou da programação paralela da exposição “Histórias afro-atlânticas” no Instituto.

Afro-Empreendimentos

10/11 –  SÁBADO – Feira Preta no Festival Menos30 FEST

O festival sobre atitude e empreendedora da Globo.

Entra geração, sai geração, e uma das maiores obsessões da humanidade continua sendo a mesma: fazer projeções do futuro. Enquanto nenhuma startup desenvolve a tão sonhada máquina do tempo, o Menos30 FEST embarca nessa viagem com o tema “Como se faz um futuro?” Longe de se aventurar na adivinhação, a intenção da 5ª edição do festival, que acontece no dia 10 de novembro, na Unibes Cultural, em São Paulo, é explorar as múltiplas possibilidades trazidas pela 4ª revolução, a revolução tecnológica, que transformará a forma como trabalhamos, produzimos conhecimento e nos relacionamos. Para além dos debates, rola ainda muita música, gastronomia, feira de startups e o já tradicional hub de feiras de produtores independentes, realizado em parceria com a Feira Preta, Solano Trindade, Pop Plus e Auê.

11/11 –  SÁBADO – Feira Preta no Festival MicBR

O Ministério da Cultura (MinC) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) promovem, na cidade de São Paulo, a primeira edição do Mercado das Indústrias Criativas do Brasil (MicBR), megaevento de negócios que vai reunir centenas de empresas e milhares de criadores e empreendedores dos setores culturais e criativos do Brasil e de outros países. O MicBR será realizado de 5 a 11 de novembro, no corredor cultural da Avenida Paulista, com o objetivo de impulsionar a internacionalização da produção cultural brasileira e o intercâmbio entre os países, em especial da América do Sul.

Em 11 de novembro, último dia do Mercado das Indústrias Criativas do Brasil (MicBR), São Paulo (SP) será palco de diversas feiras de economia criativa e empreendedorismo. Das 10h às 17h, cinco pontos da Avenida Paulista receberão mais de 100 criadores das áreas de gastronomia, design, artesanato, moda e fotografia, entre outros. Entre os eventos confirmados estão a Feira Preta, Garotas no Poder, Sabor Nacional, Las Plantas, Cavalete, Preta e Sacola Alternativa. 

15 a 20/11 INSTITUTO MOREIRA SALLES – Sekai Machache (Escócia)

Sekai Machache é artista de Dundee, Escócia. Nascida no Zimbábue e crescida na Escócia, desenvolve uma prática multi-disciplinar usando uma ampla gama de meios, inclusive a fotografia, que geralmente envolve o uso de tintas corporais, contrastes de iluminação e composições digitais buscando a criação de imagens que pareçam surgir da escuridão. Sua obra  Invocation estará em exposição no Instituto Moreira Sales do dia 15 ao dia 20 de Novembro, no ultimo dia terá um bate papo ao vivo com a artista as 16h.

17 a 19/11 ARTE NA RUA

O Arte na Rua é uma iniciativa da Globo que valoriza os artistas de rua e presenteia São Paulo com arte e inspiração para todos, de uma forma gratuita e democrática. Em parceria com a Feira Preta, a edição especial do mês da consciência negra – VEM PRO BAILE quer proporcionar uma imersão na música negra brasileira, convidado o público para dançar e ouvir rap, samba e samba rock.

Sábado – 17 de Novembro – Vem Pro Baile na Praça Patriarca com o Coletivo Samba Rock na Veia.

12h00 – Primeira entrada Banda Nova Malandragem

12h40 – DJ Tarugo com oficina de samba rock com Nando Sagatiba

13h20 – DJ Marina Porto

14h00 – Segunda entrada Banda Nova Malandragem com a participação de Lupa Mabuze

14h30 – DJ Tarugo

15h30 às 16h20 – DJ Estevão 2pac

Domingo – 18 de Novembro – Vem Pro Baile na Al. Ministro Rocha Azevedo x Av. Paulista com a Roda de Samba Quintal dos Prettos, Das 13h as 17h

Segunda – 19 de Novembro – Vem Pro Baile na Estação São Bento com a comemoração dos 10 anos do Projeto Hip Hop Mulher.

12h – DJ Shey + apresentação Tiely Queen e Sharylaine Bakita

12h30 – Performance com a MC Gabi Nyarai

13h10 – DJ Shey

13h50 – Performance com a MC Dory de Oliveira

14h30 – DJ Shey

15h10 – Performance com as MCs Tiely Queen e Sharylaine Bakita

 

THEATRO MUNICIPAL: 20 de Novembro – GRÁTIS

12h – 12h 50 -Peça de Teatro Infantil – Pequeno Príncipe Preto – Classificação Livre

A peça traz aos palcos um personagem negro, como condutor da narrativa, para propor a quebra de paradigma e contribuir para a reflexão acerca da hierarquia da cultura afro. Com texto e direção de Rodrigo França, a montagem conta a história de um príncipe que percorre vários planetas com a missão de plantar as sementes da empatia, amor, respeito, coletividade, generosidade e aprendizado familiar. Através de diferentes linguagens, o infantil exalta a valorização da cultura negra e retrata o quanto é bonita a diversidade de cada povo.

O Pequeno Príncipe Preto discute o empoderamento e a autoestima de crianças e adolescentes negros que não se vêem representados na maioria dos livros, bonecas e bonecos que lhes são oferecidos. Permeado por canções e brincadeiras, o espetáculo semeia o entendimento sobre a importância da valorização de questões como: diversidade, cultura, amor, generosidade, empatia e respeito, além de ressaltar a influência do aprendizado familiar para que as crianças cresçam fortalecidas.

15h30 – 16h30 – Peça de Teatro – Contos Negreiros – Classificação 14 Anos

Na trama, serão retratados personagens como o jovem estudante, o gay negro, o menor infrator, a negra hipersexualizada pela sociedade, a prostituta e a idosa. Cada um com uma história repleta de dores e felicidades.

A peça é uma adaptação da obra do autor brasileiro Marcelino Freire e traz ao público cenas contadas por meio das estatísticas apresentadas pelo sociólogo, filósofo e ator Rodrigo França. Contextualizados com cenas que reproduzem todas as dores, paixões e medos dessas pessoas, os fortes e significativos dados são apresentados à plateia.

Todas as dimensões e experiências sociais e culturais vividas pelo negro no Brasil são interpretadas pelos atores Marcelo Dias, Milton Filho e Valéria Monã. Eles representam os personagens contidos nas histórias do livro ‘Contos Negreiros’, de Marcelino Freire e tem direção de Fernando Philbert e direção musical de Maíra Freitas.

 

18 e 20/11 SESC 24 DE MAIO

Música: show com o cantor e compositor Walmir Borges. Composições de seu mais novo trabalho. 12 anos.

R$ 30. R$ 15 (SSS). R$ 9 (TTT). 20/11. Terça. 18h.

Literatura: Contação de histórias
CONTOS DE AIYÊ. Repertório de narrativas da tradição oral africana sobre a ligação destes povos com a natureza. Com Coletivo Quizumba. O Canto das Águas. 17/11. Livre. Grátis. Sábado, 15h.

Para crianças: Oficina
A Roupa do Rei Adinkra. Com Adriana Amaral e Marcela Mantovani. Livre. Grátis.18/11. Domingo, 14h.

Serviço:

17ª Feira Preta

Data: 18, 19 e 20 de novembro, das 12h às 22h

Locais:

Race Cards- Instituto Tomie Ohtake – Rua Coropé, 88 – Pinheiros, São Paulo

Sekai Machache – Instituto Moreira Sales – Av. Paulista, 2424 – Consolação

Menos30Fest – Unibes – Rua Oscar Freire, 2500

Festival MicBr – Praça Oswaldo Cruz

Feira Preta – Praça da Artes: Av. São João, 281 – Centro, São Paulo

Mostra Feira Preta de Audiovisual, Cine Olido, Avenida São João, 473

Festival Feira Preta – Theatro Municipal de São Paulo – Pça Ramos de Azevedo, s/n

Festival Feira Preta – Sesc 24 de Maio: R. 24 de Maio, 109 – República

Entrada livre e gratuita, com exceção do show do cantor e compositor Walmir Borger, que será realizado no Sesc.

 

Sobre a Feira Preta

Criada em 2002 pela empreendedora Adriana Barbosa, a Feira Preta é o maior espelho vivo das tendências afro-contemporâneas do mercado e das artes da América Latina, além de ser o espaço ideal para valorizar iniciativas afroempreendedoras de diversos segmentos. Somadas, todas as edições reuniram mais de 120 mil pessoas e 600 artistas nacionais e internacionais, movimentando cerca de R$ 4 milhões na venda de produtos e serviços ligados ao universo afro, e recebeu 700 expositores do Brasil e da América Latina.

 

 

 

Comentários: 2

  • Samuel Oliveira

    Responder 2018-11-10 21:35

    Queria ter oportunidades de participar de um evento tão rico em cultura afro, pra quem sabe transmitir e expandir esse conhecimento no interior do Rio Grande do Sul.

  • Saudações!
    Muito bom saber que existem eventos assim…dou uma sugestão de ampliar isso para periferias, como feito com A Virada Cultural.

    Grato.
    Antonio Taddeu

Deixe uma resposta