A maior feira de cultura negra da América Latina.

Blog

Fundação Palmares terá seminário durante a Rio +20

Terá início nesta quarta-feira (13) a maior conferência sobre meio ambiente e desenvolvimento sustentável do mundo, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. Com o objetivo de discutir a importância da contribuição da cultura africana e afrodescendente para o progresso do país, a Fundação Cultural Palmares (FCP) terá participação na programação oficial do encontro.

No sábado (16) será realizado o seminário Quilombos, Terreiros e Juventude: justiça ambiental e práticas culturais africanas e afrodescendentes que tem por objetivo promover a integração cultural, econômica e política do negro no contexto social, além de dar visibilidade às suas práticas culturais.

Os negros brasileiros representam, na atualidade, cerca de 52% da população, o que os torna foco nos debates sobre desenvolvimento. No encontro serão tratadas questões relacionadas aos quilombos, aos terreiros, à juventude e à justiça ambiental, como as formas de preservação do meio ambiente e a valorização da cultura negra como alternativa para a erradicação da pobreza.

A Rio+20 marca os vinte anos de realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92) e fortalece a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas. Neste grande encontro mundial, a FCP tem com perspectiva a promoção da cidadania e o combate ao racismo e à discriminação por meio da valorização da cultura afro-brasileira. Confira a programação:

Dia 16 de Junho:

9h – Abertura do Debate com Grupos Focais Simultâneos

10h30 – Intervalo

10h45 – Debate: Carta Rio+20 – Justiça ambiental e práticas culturais africanas e afrodescendentes

12h – Encerramento

14h – Abertura cultural – Apresentação do Grupo Jongo da Serrinha

14h30 – Abertura do evento com Eloi Ferreira de Araujo, presidente da Fundação Cultural Palmares; Murade Isaac Miguigy Murargy, embaixador de Moçambique no Brasil; Silvio Albuquerque e Silva, ministro das Relações Exteriores; Babalaô Ivanir dos Santos, do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP); e Ronaldo dos Santos, da Coordenação Nacional de Quilombos (CONAQ).

15h – Debate Aberto – Bloco I
Professor Robert D. Bullard, reitor da Escola de Relações Públicas Barbara Jordan; Mickey Leland da Texas Southern University Houston (Estados Unidos); Professor Dr. Massamba Gueye, diretor de Formação e Comunicação do Ministério da Educação e Coordenador Nacional do Projeto Internacional “Multiculturalidade et plurilinguismo” da União Latinea (Dakar, Senegal); Tânia Pacheco, coordenadora executiva do Mapa de Conflitos envolvendo Injustiça Ambiental e Saúde no Brasil (Fiocruz); Maria Rosalina dos Santos, coordenadora estadual das Comunidades Quilombolas de Queimada Nova/PI; Babalaô Ivanir dos Santos, do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP); Bruno Pinheiro, Conselho de Juventude de São Paulo.
Moderadora: Edna Roland, coordenadora da Igualdade Racial de Guarulhos e Especialista Eminente Independente para a Implementação da Declaração e Programa de Ação de Durban

16h30 – Participação do público

17h30 – Debate Aberto – Bloco II

18h30 – Encerramento

Serviço:

Data: 16 de Junho de 2012
Horário: 9h às 19h
Local: Galpão da Cidadania
Rua Barão de Tefé, nº 75, Gamboa – Rio de Janeiro

fonte: Fundação Palmares

No Comments

Leave a Reply

Blog

Fundação Palmares terá seminário durante a Rio +20

Terá início nesta quarta-feira (13) a maior conferência sobre meio ambiente e desenvolvimento sustentável do mundo, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. Com o objetivo de discutir a importância da contribuição da cultura africana e afrodescendente para o progresso do país, a Fundação Cultural Palmares (FCP) terá participação na programação oficial do encontro.

No sábado (16) será realizado o seminário Quilombos, Terreiros e Juventude: justiça ambiental e práticas culturais africanas e afrodescendentes que tem por objetivo promover a integração cultural, econômica e política do negro no contexto social, além de dar visibilidade às suas práticas culturais.

Os negros brasileiros representam, na atualidade, cerca de 52% da população, o que os torna foco nos debates sobre desenvolvimento. No encontro serão tratadas questões relacionadas aos quilombos, aos terreiros, à juventude e à justiça ambiental, como as formas de preservação do meio ambiente e a valorização da cultura negra como alternativa para a erradicação da pobreza.

A Rio+20 marca os vinte anos de realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92) e fortalece a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas. Neste grande encontro mundial, a FCP tem com perspectiva a promoção da cidadania e o combate ao racismo e à discriminação por meio da valorização da cultura afro-brasileira. Confira a programação:

Dia 16 de Junho:

9h – Abertura do Debate com Grupos Focais Simultâneos

10h30 – Intervalo

10h45 – Debate: Carta Rio+20 – Justiça ambiental e práticas culturais africanas e afrodescendentes

12h – Encerramento

14h – Abertura cultural – Apresentação do Grupo Jongo da Serrinha

14h30 – Abertura do evento com Eloi Ferreira de Araujo, presidente da Fundação Cultural Palmares; Murade Isaac Miguigy Murargy, embaixador de Moçambique no Brasil; Silvio Albuquerque e Silva, ministro das Relações Exteriores; Babalaô Ivanir dos Santos, do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP); e Ronaldo dos Santos, da Coordenação Nacional de Quilombos (CONAQ).

15h – Debate Aberto – Bloco I
Professor Robert D. Bullard, reitor da Escola de Relações Públicas Barbara Jordan; Mickey Leland da Texas Southern University Houston (Estados Unidos); Professor Dr. Massamba Gueye, diretor de Formação e Comunicação do Ministério da Educação e Coordenador Nacional do Projeto Internacional “Multiculturalidade et plurilinguismo” da União Latinea (Dakar, Senegal); Tânia Pacheco, coordenadora executiva do Mapa de Conflitos envolvendo Injustiça Ambiental e Saúde no Brasil (Fiocruz); Maria Rosalina dos Santos, coordenadora estadual das Comunidades Quilombolas de Queimada Nova/PI; Babalaô Ivanir dos Santos, do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas (CEAP); Bruno Pinheiro, Conselho de Juventude de São Paulo.
Moderadora: Edna Roland, coordenadora da Igualdade Racial de Guarulhos e Especialista Eminente Independente para a Implementação da Declaração e Programa de Ação de Durban

16h30 – Participação do público

17h30 – Debate Aberto – Bloco II

18h30 – Encerramento

Serviço:

Data: 16 de Junho de 2012
Horário: 9h às 19h
Local: Galpão da Cidadania
Rua Barão de Tefé, nº 75, Gamboa – Rio de Janeiro

fonte: Fundação Palmares

No Comments

Leave a Reply