A maior feira de cultura negra da América Latina.

Blog

Clementina de Jesus – referência na música afro-brasileira

Foi na cidade de Valença – Rio de Janeiro que, ainda pequena, Clementina de Jesus ouvira os primeiros cântigos de terreiro, lundus, jongos e sambas partido alto. Sempre que acompanhava sua mãe – filha de escravos, ao trabalho doméstico, a escutava cantando. Foi exatamente nesse processo que a menina descobriu seu amor pela música afro-brasileira – que lhe renderia, futuramente, fama e prestígio dentro do cenário musical brasileiro.

Clementina foi uma mulher negra, nascida em 07 de fevereiro de 1902, que viveu do trabalho doméstico durante anos, sempre o intercalando com a música. Frequenou coros de diverdas igrejas e a Portela.

Considerada a Rainha da Ginga ou Quelé, Clementina passou a ser uma referência de sincretismo brasileiro quando agregou em suas músicas cantigas e folclores do candomblé com hinos da igreja católica e, ainda, sambas de rodas das festas populares que frequentava.

Fora dos padrões da fama, começou sua carreira artística com 63 anos de idade e chegou a gravar mais de 9 LPs e 3 compactos, além de se apresentar na Europa e África.

Fora descoberta pelo compositor Hermínio Bello de Carvalho, convidada para participar do show “O menestrel”, em 1964 – sua primeira aparição pública. Embora tenha tido a carreira tardia e curta, interrompida por um derrame em 1987, Clementina integrou o Grupo “Rosa de Ouro”, no RJ, deixou um legado de músicas e recebeu diversas homenagens que contemplavam sua voz, história e referência da música negra popular brasileira.

Por: Baoobaa

No Comments

Leave a Reply