A maior feira de cultura negra da América Latina.

Instagram

Blog

Tradição e novas expressões da música negra se unem nos palcos da Feira Preta 2015

Gary Brown, Rael e Tássia Reis são destaques na programação musical do maior evento de cultura negra da América Latina

Em sua 14ª edição, a Feira Preta, maior evento de cultura negra da América Latina, chega a 2015 com uma missão: se reinventar, olhando para o futuro sem perder de vista mais de uma década de sua história de promoção e fortalecimento também da produção cultural e artística da negritude. A programação deste ano reflete este background e traz a experiência de Gary Brown e das tradicionais rodas de samba e também a rima certeira de Rael, a rapper Tássia Reis, os meninos do Serial Funkers e uma edição pocket da Don’t Touch My Hair, festa disputada que tem reunido jovens negros e negras no centro de São Paulo, e vários outros expoentes da música black.

Confira a programação completa do evento, que este ano acontece no dia 13 de dezembro, no Palácio de Convenções do Anhembi, zona norte de São Paulo, a partir do meio-dia:

Palco Principal

13h – Ato Ecumênico

15h30 – DJ Vivian Marques
Com todo seu talento e atitude, a DJ que começou seu trabalho com o intuito de influenciar mulheres a discotecar, estará no palco da Feira Preta com sua harmonia de estilos que misturam Hip Hop clássico e underground, R&B, Soul, Funk’s 70 e outras vertentes da música negra.

16h30 – Gary Brown
Músico traz mais uma vez ao Brasil seu show alegre, dançante e energético que arrebata as plateias brasileiras de forma impressionante desde sua primeira temporada no país, em 95. Brown tocou por mais de 20 anos no 544 Club, uma das mais prestigiadas casas noturnas da Bourbon Street de New Orleans. Seu trabalho é centrado nos vários ritmos da música negra: jazz, blues, funk, soul e rhytm & blues – passando pelo reggae e o gospel, com muita influência de John Coltrane, Gene Ammons e Sonny Stitt.

17h30 – Tássia Reis
Com voz suave e potente, uma das principais revelações do hip hop, com suas letras fortes e feministas, o aclamado single Meu Rapjazz e parcerias com Rashid e Mental Abstrato, vai discotecar no palco da Feira Preta em dois momentos.

18h – Serial Funkers com Léo Chaves e Thulla Melo
A banda, que foi destaque no programa SuperStar, da rede Globo, faz apresentação com todo seu estilo grooveado, com harmonias e melodias marcantes. Formada por Regis Paulino (voz), Luciano Ribeiro (baixo), Luguta (bateria/vocal) e Herbert Medeiros (teclados), a banda apresenta seu primeiro álbum autoral, “Porque funk é coisa séria”. A apresentação do Serial conta com a participação Thulla Melo e sua apresentação swingada, que já esteve em tour com Funk Como Le Gusta e Black Rio, além de Leo Chaves, cantor e produtor que se destacou na 4ª temporada do The Voice Brasil e ficou em 3º lugar na primeira temporada do programa Máquina de da Fama, no SBT.

19h30 – DJ Tássia Reis
Segunda entrada da discotecagem da rapper

20h – Rael & Banda
Após lançamento na internet e nos muros, Rael leva sua turnê “Diversoficando” ao palco principal da Feira Preta, em parceria com o SESC SP. A base do repertório será, é claro, o novo trabalho: “O Hip Hop É Foda parte 2”, “Ser Feliz”, “Pré-Conceito”, “Hoje É Dia de Ver” e, é claro, “Envolvidão”, cujo clipe já está prestes a bater a marca de 10 milhões de views no YouTube. No novo show, Rael mantém o time que o acompanha Brasil afora: DJ Soares, Felipe da Costa (bateria), Rafael da Costa (baixo), Bruno Dupré (guitarra) e Bruno Marcucci (teclado).

Atrações Itinerantes

12h20 – Umojá (cortejo de boasvindas)
Grupo leva ao palco diversas linguagens artísticas, com ênfase nas referências às culturas afro-brasileiras e nos seus aspectos híbridos, danças dramáticas populares e musicalidades cocos, maracatus, sambas rural, de roda, de viola, de partido alto; cirandas e afoxés.

14h – Samba da Laje (Praça de Alimentação)
Famosa na Vila Santa Catarina, zona sul de São Paulo, o Samba de Laje leva ao palco da Feira toda a tradição da roda de samba da comunidade, com muito samba de raiz e partido alto.

21h30 – Bloco Rolezinho das Crioulas (lançamento Carnaval 2016)
Formado por mulheres e com nome inspirado no fenômeno que ganhou força no início de 2013, o bloco leva ao já tradicional carnaval de rua da Vila Madalena marchinhas que trazem questões como o racismo à tona.

Palco Alternativo

14h – Samba Rock Na Veia
Projeto de difusão da cultura samba rock que nasceu como um blog por falta da falta de informações sobre Samba Rock, o projeto virou site e começou a atuar em outras frentes desenvolvendo oficinas com jovens da periferia de São Paulo, exposição de fotos, produção de shows e bailes. Vão ocupar o palco alternativo da Feira Preta com toda sua história e swing.

15h30 – Don’t touch my hair
A festa, que já teve três edições no porão da Faculdade de Direito da USP (São Francisco), é organizada por mulheres que se propuseram a promover um espaço com muita discotecagem black e livre de racismo, machismo, lesbofobia, bifobia, homofobia e transfobia.

17h30 – DJ Marco (Discopedia/Sintonia)
Projeto que resgata o uso do vinil da discotecagem faz apresentação com set diversificado e música de qualidade, passando pelo rap nacional, soul, samba, funk, R&B, e MPB.

19h – Don’t touch my hair
As meninas do Don’t Touch My Hair retornam ao palco com sua discotecagem

SERVIÇO – 14ª FEIRA PRETA
Onde: Palácio de Convenções do Anhembi
Endereço: Av. Olavo Fontoura, 1209 – Santana – São Paulo (SP)
Quando: 13 de dezembro de 2015
Horário: das 12h às 22h
Ingressos: R$ 15 (meia entrada) e R$ 30 (inteira) – menores de 12 anos e idosos a partir de 65 anos não pagam entrada. Vendas no Ingresso Rápido e bilheteria na data e local do evento, e também na Galeria do Reggae, na Flórida Discos – Rua 24 de maio, 116/117, das 9h às 19h30.
Classificação: Livre
Mais informações: www.feirapreta.com.br / facebook.com/feiraculturalpreta

Sem comentários

Deixe uma resposta